O Código Bovespa

Investidores iniciantes normalmente apostam suas fichas em ações com códigos Bovespa de blue chips (veja O que são Ações Blue Chips?) para seus investimentos iniciais. PETR4, UBBR11, USIM5F são exemplos dessas ações.

Após adquirir mais experiência e iniciar a operar com outros tipos de ativo, a salada de nomes fica mais rica. VALEL58, PETR4T, TMAC7B e PETRB4X são alguns exemplos.

Mas você sabe o que significam estes códigos? Sabe de onde eles vêm?

Como são Formados os Códigos Bovespa

O código dos ativos da Bovespa é formado de acordo com a empresa emissora, o mercado aonde o mesmo é negociado, entre outros parâmetros.

Abaixo você fica sabendo como são formados os principais códigos Bovespa, organizados por mercado pois esta é a melhor forma de você compreendê-los.

Vamos começar com o mais comum, o mercado à vista.

Mercado à Vista

Mercado à vista é aquele que maioria dos investidores iniciantes confundem com a própria Bovespa. Isso porque é nele que são negociados as ações e direitos relacionados à empresas listada.

Abaixo está um código de ativo negociada no mercado à vista:

PETR4
PETR
É a empresa emissora. Neste caso, a empresa é a Petrobras. Todos os ativos da Petrobras negociados na Bovespa terão este mesmo prefixo.
4
É o tipo da ação/direito. No caso, trata-se de uma ação preferencial (PN). Veja Tipos de Ações para saber mais sobre tipos de ações.

Todas as ações negociados no mercado à vista são codificadas da forma acima. Tipos diferentes de ativos recebem números diferentes, de acordo com a lista abaixo:

  • 1 – direitos relacionados a ações ordinárias. Por exemplo, PETR1 pode ser o direito de subscrição (compra) de uma ação ON da Petrobras dentro de um preço e prazo pré-determinado.
  • 2 – idem ao anterior, porém se aplica a ações preferenciais (PN).
  • 3 – ações ordinárias. Por exemplo, PETR3 é o código ações ordinárias da Petrobras.
  • 4 – ações preferenciais.
  • 5, 6, 7 e 8 – classes especiais de ações preferenciais. Estas ações são chamadas de PNA, PNB, PNC e PND, respectivamente. Por exemplo, USIM6 – Usiminas PNB.
  • 9 – recibo de direitos sobre ações ordinárias. Ativo que comprova direitos de subscrição sobre ações ON, por exemplo.
  • 10 - idem ao anterior, porém se aplica a ações preferenciais (PN).

Os códigos no mercado à vista também podem ser seguidos da letra B (por exemplo: TMAC3B). Isso significa que o ativo está admitido para negociação no Mercado de Balcão Organizado da Bovespa (um mercado aonde os negócios são fechados de maneira ligeiramente diferente).

Units

Units (“unidades” em inglês) não são ações ou outros ativos propriamente ditos, mas um grupo de outros ativos negociados em conjunto.

Ou seja, units funcionam como “caixas virtuais” que contêm outros ativos. O possuidor dessas units possui, na verdade, os ativos e/ou direitos que estão dentro da “caixa”, que não necessariamente pertencem a uma única empresa.

Units também são conhecidas como “certificados de depósito de ações” e recebem a numeração “11”.

Por exemplo, UBBR11 é o código das units do Unibanco. Cada uma unit representa direitos sobre uma ação PN do Unibanco (UBBR4) e outra ação PNB da Unibanco Holdings (UBHD6).

Note que units podem conter ações, recibos etc. em quantidades arbitrárias. Você deve entrar em contato com o RI (relação com investidores) da empresa emissora para saber quais ativos e quantidades compõe suas units).

Mercado Fracionário

No mercado fracionário, os códigos são os mesmos que o mercado à vista, porém os ativos recebem o sufixo “F” (veja Mercado Integral x Mercado Fracionário para saber mais sobre o mercado fracionário).

Exemplos: PETR4F, VALE5F, UBBR11F etc.

Opções

VALEK54

Acima está o código Bovespa de uma opção de compra da Cia. Vale do Rio Doce, com vencimento em novembro e dois números.

Como nas ações, os códigos Bovespa das opções começam com o código da empresa emissora, “VALE” no exemplo acima.

Imediatamente após o código do emissor se encontra a letra que designa o tipo e o mês de vencimento da opção, segundo a tabela abaixo:

Mês Opção de compra Opção de venda
Janeiro A M
Fevereiro B N
Março C O
Abril D P
Maio E Q
Junho F R
Julho G S
Agosto H T
Setembro I U
Outubro J V
Novembro K W
Dezembro L X

Após o tipo/mês de expiração da opção, aparecem 2 números que, em geral, designam o preço-alvo (strike) teórico de exercício da opção.

Você não deve operar tendo como certo que os 2 números do código Bovespa das opções são o preço-alvo. Eles podem dar uma idéia do preço-alvo, mas isso não é regra.

Por exemplo, o valor de exercício das opções sofre ajustes com a distribuição de proventos e/ou desdobramentos/agrupamentos que ocorrerem no período. A opção do nosso exemplo acima pode ter um preço-alvo um pouco menor que R$ 54,00. Também não há correspondência para ações com preço-alvo com mais de 2 dígitos.

Ou seja, você deve consultar sua corretora ou a própria Bovespa antes de operar para saber qual ação está associada às opções e qual o preço-alvo correto delas!

Mercado a termo

No mercado a termo os códigos Bovespa têm a seguinte forma:

PETR4T

No caso, PETR4 se referem às ações associadas ao termo (no caso são ações PN da Petrobras) e “T” é o sufixo indicativo de que se trata do mercado à termo.

Os seguintes sufixos designam ações no mercado à termo:

  • T – Termo comum ou em pontos. Se seguido de um número, o termo é comum e está associado à ação com mesmo número. Por exemplo PETR4T se refere à ação PETR4. Se seguido de 2 números, refere-se a uma operação a termo em pontos (por exemplo, PETR51T).
  • S – Termo flexível. Exemplo: PETR4S.
  • D – Termo em dólar. Exemplo: PETR4D.

Outros Códigos Bovespa

Abaixo estão alguns códigos Bovespa utilizados em ativos e/ou negócios especiais.

Mercado Futuro de Ações
Exemplo: PETRB4X. Depois do código do emissor segue uma letra indicativa do mês de vencimento (seguindo a mesma tabela de códigos de vencimento de opções). O número especifica a ação associada ao negócio e “X” é o indicativo do mercado futuro de ações. Assim, no exemplo o código refere-se a um contrato futuro de compra/venda de ações PN da Petrobras (PETR4) com vencimento em fevereiro (“B”).
POPs
Exemplo: BOVH73. POPs são ativos compostos de ações e opções ajustadas de forma a limitar o risco (e ganhos) em operações com renda variável. O código da empresa é seguido de 2 números que não têm qualquer relação com o percentual de proteção do POP ou o valor da ação (você deve consultar sua corretora ou a Bovespa para saber qual a composição e proteção de cada POP).

Conclusão

Como vimos, os códigos Bovespa são uma “sopa de letrinhas” que, uma vez explicada, não é algo tão complicado assim.

Esperamos que você agora entenda um pouco mais sobre como funciona esta “sopa” a e, assim, fique mais informado sobre como ampliar seus investimentos na bolsa.