Entendendo uma Tabela de Cotação de Ações

Como vimos em O que Causa Variação nos Preços de Ações?, o preço de uma ação varia de acordo com diversos fatores. Se você comprou uma ação e ela se valorizou, a diferença entre seu preço atual e o preço pago (menos custos da operação) é a medida de rentabilidade do seu investimento.

Ao solicitar cotação ações em sua corretora ou na bolsa de valores para saber a quanto anda a rentabilidade de seu investimento, o investidor recebe um conjunto de valores parecido com este:

VALE5 - Diário
Data/hora: 07/10/2007 19:29
Abertura: 53,00
Mínimo: 52,20
Máximo: 54,25
Médio: 53,38
Último: 52,31
Anterior: 53,90
Variação: -2,94%
Negócios: 9.956
Títulos: 11,37M
Volume: 601,88M

Abaixo está a descrição do que cada item de uma tabela de cotação das ações da bolsa como esta significa:

VALE5 - Diário
Este é o nome do ativo (ação) a qual a cotação se aplica. “Diário” indica que o período de referência para a cotação é um dia inteiro. Você pode obter cotação ações para vários períodos, tais como semanais, diários ou até a cada minuto, e é muito importante ter certeza de que se está olhando números do período desejado.
Data/hora
O exato momento em que a cotação foi registrada. Os número de uma cotação da bolsa de valores muda a cada segundo, por isso é fundamental saber a data/hora a qual se refere as tabelas de cotação das ações.
Abertura
O preço inicial da ação no período. Em uma cotação diária, por exemplo, este é o valor negociado na primeira operação do dia.
Mínimo
Este número indica o valor mínimo que a ação foi negociada no período. Em uma tabela diária de cotação das ações da bolsa, este número registra o menor preço que um negócio foi fechado no dia.
Máximo
Similar ao mínimo do período, porém registra o valor máximo que ação foi negociada no período.
Médio
O preço médio negociado no período, ponderado pelo número de ações negociadas.
Último
O valor negociado na última operação de compra/venda da ação. Em um ativo com baixa volatilidade, este valor seria o mais próximo que você conseguiria comprar ou vender ações do ativo na data/hora da cotação.
Anterior
O valor de fechamento da ação no período anterior. Em tabelas de cotação das ações diária, este valor se refere ao preço que a ação foi negociada pela última vez no pregão anterior.
Variação
A variação percentual do preço atual (último) da ação em relação ao valor de abertura. Algumas tabelas e cotação ações mostram este campo (às vezes com o nome de “oscilação”) em valores absolutos, isto é, como a diferença em dinheiro entre o preço atual e o de abertura. Normalmente, variações percentuais são normalmente (mas nem sempre) seguidas do sinal “%”, portanto sempre certifique-se de estar interpretando este campo corretamente.
Negócios
Quantas operações de compra/venda foram executadas no período. Por exemplo, se você comprar 100 ações de uma ação, sua operação será contabilizada como mais um negócio na tabela de cotação da bolsa de valores.
Tïtulos
Quantos títulos (ações) foram negociados no período. Uma compra de 100 ações aumenta este número em 100.
Volume
O valor total, em dinheiro, negociado no período. Ou seja, este número é a soma de todos os valores pagos por compradores (e recebido por vendedores) no período da cotação. Em algumas tabelas de cotação ações, o campo Volume contém, na verdade, o número de títulos negociados (ou seja, o conteúdo do campo Títulos acima) e, normalmente, o montante total negociado é chamado de Volume financeiro ou similar. Portanto, certifique-se de estar interpretando este campo corretamente.

Mas afinal, qual o valor da ação? Qual valor determina a rentabilidade das ações de sua carteira?

Normalmente, se usa o valor da última negociação (o campo Último) de uma tabela de cotação da bolsa de valores para se saber o “valor” de uma ação.

Os tickers (aquelas faixas que ficam apresentado cotações de ação, com os nomes das mesmas seguidas de seu “preço”) também normalmente estão mostrando o valor do último negócio.

Note que o valor do último negócio é o valor mais aproximado que você conseguiria negociar suas ações. Isto porque o mercado é dinâmico e também é afetado por suas operações!

Por exemplo, se o último negócio de determinada ação foi fechado a R$ 10,00, então pode-se dizer que o “preço” da ação é R$ 10,00.

Digamos também que agora a melhor oferta de compra da ação em seu livro de oferta é de R$ 9,98, e a melhor oferta de venda é de R$ 10,00. Como não há concordância entre compradores e vendedores, os negócios não são fechados entre eles.

Caso nenhum outro investidor interfira no processo, vender estas ações neste momento a R$ 10,00 não é possível. Isso porque não há comprador aparentemente interessado em pagar R$ 10,00 pela ação!

Ou seja, se você mandar uma ordem de venda a R$ 10,00, a mesma vai ser inserida no livro de ofertas e lá ficará até aparecer um investidor disposto a comprar por este preço.

Digamos que você precisa vender suas ações no momento e aceita a fazê-lo por R$ 9,98. Este caso, você envia uma ordem de venda limitada em sua corretora, com preço de venda a R$ 9,98.

Ou, ainda, digamos que você viu, na tabela de cotação das ações, que o “preço” de sua ação alcançou R$ 10,00 e, por isso, este é o momento de vender. Você não acompanha o livro de ofertas e aceita, simplesmente, vender as ações pelo melhor preço (que, você espera, seja algo perto dos R$ 10,00). Neste caso, você envia, através de sua corretora, uma ordem de mercado (ordem de venda das ações pelo melhor preço).

Em ambos os casos, sua ordem vai encontrar um comprador disposto a pagar R$ 9,98 por suas ações. Ou seja, é mais um negócio fechado na bolsa e, agora, a tabela de cotação das ações vai mostrar R$ 9,98 como o último negócio, ou seja, devido à sua operação o “preço” da ação agora é outro.

Lembrando que o preço se refere ao lote-padrão de negociação da ação (veja Entendendo Lote de Ações da Bovespa para saber mas sobre lotes-padrão).

Por último, ao interpretar preços (último, máximo etc.) deve ser levado em conta também o fator de cotação da ação, caso haja (veja Fator de Cotação: Como Funciona para saber mais sobre o fator de cotação de ações).