Como as Ações São Negociadas?

Como vimos, uma empresa de capital fechado tem suas ações em poder de um grupo relativamente pequeno de sócios. De todo modo, estes investidores são livres para negociar suas ações (sujeitos apenas a alguns procedimentos da Lei das S/A e/ou estatuto da empresa).

Assim, um investidor que queira comprar ações para investir em empresas teria um boa trabalheira para visitar várias empresas e encontrar sócios dispostos a vender suas ações.

Além disso, este investidor deveria estar preparado para grandes investimentos, porque operações deste tipo são custosas e, normalmente, envolvem grandes quantidades de ações — e, conseqüentemente, dinheiro.

E por falta de forças de oferta e procura, que definiriam, em tese, um preço justo para as ações da empresa, o investidor estaria sujeito ao preço que o vendedor das ações achasse que elas valem.

Pior ainda: caso este investidor tenha adquirido ações desta forma e, em um determinado momento, precisasse de dinheiro e decidisse vendê-las, ele teria uma grande dificuldade em encontrar compradores.

Afinal, ele teria que sair de porta em porta em busca de alguém com capacidade financeira e disposto a ficar com suas ações!

Felizmente, hoje em dia existem lugares onde compradores e vendedores se reúnem para negociar ações: os mercados de ações.

Em mercados de ações, comprar e vender ações se torna uma tarefa muito mais simples e barata, por diversos motivos:

Centro de Controle Tecnológico BOVESPA

  • É muito mais fácil um comprador encontrar um vendedor de ações que quer negociar, vice-versa. Isso trás liquidez às ações, que é a medida de quão fácil é comprar ou vender determinado ativo.
  • Nos mercados de ações se encontram investidores de todos os tipos e tamanhos. Ou seja, grandes investidores operam no mesmo ambiente que os pequenos, o que permite que as ações sejam negociadas em quantidades que atendam a ambas as necessidades.
  • Lucros ou prejuízos de empresas, a conjuntura econômica e o interesse dos investidores, entre vários outros fatores, fazem com que compradores e vendedores tenham interesses e expectativas diversas em relação as ações e outros investimentos. Isso faz com que os preços se equilibrem devido às forças de oferta e procura.

Existem diversos mercados de ações no mundo, que negociam bilhões de ações diariamente. Dentre os mais importantes estão a Bolsa de Nova Iorque (New York Stock Exchange — NYSE), a NASDAQ, a Bolsa de Londres e a Bolsa do Japão.

No Brasil, a Bovespa é um dos principais mercado para negociação de ativos financeiros e é onde são negociadas as ações das empresas de capital aberto. A Bovespa é também uma das maiores e mais modernas bolsas de valores do mundo.
Para regular e assegurar o bom andamento dos mercados de ações, cada país ou bolsa tem órgãos regulatórios que determinam regras aos quais empresas, investidores e demais participantes têm que seguir.

No Brasil, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é o órgão responsável por regular as atividades dos mercados de ações (entre algumas outras atribuições).

Curta AGORA nossa página